terça-feira, 13 de maio de 2014

FIMI











O desfile do FIMI (festival internacional de máscaraibérica) foi sábado passado e nós, consumidores ávidos do folclore português e europeu, não podíamos faltar. Durante hora e meia fiquei completamente estasiada. Já aqui recorri muitas vezes a uma expressão que gosto muito, “Identidade Cultural”: pois bem, isto para mim mais do que uma tradição é uma riqueza cultural que nos distingue e nos torna únicos. E isto não se aplica só a Portugal, mas ao resto do mundo. O nosso folclore é o que nos distingue uns dos outros e é aquilo que vamos passando de geração em geração: somos nós, são as nossas raízes e sem conhecermos quem realmente somos nunca conseguimos chegar a lado nenhum.

A título mais pessoal, fiquei contente porque se este ano não consegui ir a Lazarim no Carnaval Lazarim veio até mim. Os Cardadores deVale de Ílhavo foram uma excelente surpresa, e lá irei um dia certamente. A dualidade dos “Mamuthones e Issohadores Pro Loco Mamolada” da Sardenha (umas das máscaras mais antigas do Mediterrâneo) deixaram-me sem palavras. A cor, os materiais e o diferente uso de texturas e simbolismo associado… faz mais sentido vivido do que contado.




The FIMI( internationalfestival of Iberian masks) parade was last Saturday and we, being avid consumers of Portuguese and European folk couldn’t miss it. For an hour and half I was completely amazed. I have said here many times one of my favorite expressions “Cultural Identity”: well, this for me is more than a tradition, it is a cultural richness which distinct us from the rest of the world and makes us unique. And this doesn’t only applies to Portugal but also to the rest of the world. Our folk is want makes us distinct and what we share from generation to generation: it’s us, it’s our roots and without knowing our roots we can never really get somewhere else.


In a more personal note, I was happy that this year although I could not go to Lazarim for the Carnival months later Lazarim came to me. The “Cardadores do Vale deÍlhavo” were an excellent surprise and I must go there someday. The duality of the “Mamuthones e Issohadores Pro Loco Mamolada” from Sardanha (one of the oldest masks in the Mediterranean region) left me speechless. The colors, the materials, the different use of textures and the associated symbolism… I guess it makes more sense lived than told.




2 comentários:

  1. Já tinha gostado das fotografias no instagram. Mas gostei muito mais deste texto. Obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  2. Wow. The rat costume is really scary, but it's amazing how creative all these people are!

    ResponderEliminar

Please tell me what you think! *(: