segunda-feira, 2 de junho de 2014

Entre Leite de Vasconcelos e Orlando Ribeiro (e com um bocadinho de António Campos)






Já escrevi e rescrevi isto mais vezes do que gostava de admitir. Tenho tanta coisa que queria partilhar que tenho medo de me tornar aborrecida – a verdade é que desde que comecei a puxar este fio cada vez me surpreendo mais e ultimamente parece que não consigo pensar noutra coisa. Não sei como cheguei aqui, mas cheguei. E agora que cheguei não sei se consigo voltar atrás.

O Orlando Ribeiro veio naturalmente – no meio das prateleiras de casa do Miguel encontrámos o livro que eu tanto queria ler – opúsculos geográficos – o meio rural. Apontamentos muito importantes na minha opinião sobre as práticas pastorícias em Portugal e mais importante que isso, a razão para este tipo de práticas. Na realidade já tinha alguns conhecimentos sobre estas práticas mas o que eu queria mesmo saber era porquê é que eram feitas desta ou daquela maneira e o trabalho do Orlando Ribeiro tem-me ajudado bastante.

Depois de chegar à conclusão que muitas das questões que queria ver respondidas passavam por um estudo mais etnográfico rapidamente cheguei ao trabalho de Leite de Vasconcelos. Depois de pesquisar bastante sobre a sua obra apercebi-me dos  volumes que me interessavam mais e foi aí que cheguei ao ETNOGRAFIA PORTUGUESA- VOL VI (LIVRO III) – Vida Tradicional Portuguesa (individuo, a família, a sociedade). No outro dia na rua perguntaram-me se o estava a ler para fins académicos. “Não”, respondi. “Estou mesmo interessada nisto.” Olharam para mim com cara estranha. Apesar de à primeira parecer uma obra muito pesada [que é] estou fascinada pela riqueza cultural e pelo levantamento extensivo aqui descrito – estou feliz.


O trabalho de António Campos sei precisamente onde o vi pela primeira vez – no excelente documentário da Catarina Costa que passou no Panorama. Logo aí fiquei fascinada. Porque disto tudo que descrevi até agora, há gravuras e documentação escrita. Os documentários de António Campos em si demonstram muitas das coisas que ando a ler e a sua cinematografia documental é de longe das melhores que vi até hoje. Ainda há muita coisa que me falta ver da sua obra integral e que está na lista. Lá chegarei. 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Please tell me what you think! *(: