domingo, 29 de março de 2015

FRESS








No âmbito das Jornadas Europeias das Artes e Ofícios e num dia que se diga no mínimo atribulado e cheio de aventuras conseguimos à justa fazer visita às oficinas de fundição e cinzelagem.

Há que dizer que apesar de ter um carinho especial para latoaria todos os ofícios que envolvem o trabalho do metal não são propriamente uma coisa que me fascina (para passar o dia a ver trabalhar peças metálicas já me chegam os outros 5 dias da semana…) contudo aqui foi diferente.

Já conhecia a indústria dos moldes em areia mas nunca os tinha visto a produzir peças tão pormenorizadas e quanto à cinzelagem, não conhecia de todo a técnica, que apesar de complexa produz resultados fantásticos.

No ar fica um gostinho agri-doce – hoje em dia começa a tornar-se insustentável manter este trabalho, ainda mais considerando que a maior parte das pessoas desconhece toda a técnica penosa e demorada que está por trás. Se acho que ainda existe um nicho de mercado que valorize este tipo de produtos? Sim. Contudo como tudo o que estagna tende a desaparecer tenho algum receio que estagne, e que por sua vez desapareça.


Fiquei com pena de não ter conseguido ver mais. Há visitas durante a semana às oficinas, para quem esteja interessado, basta ligar a perguntar.



1 comentário:

  1. Como eu gosto de ver estas coisas Sara!
    Em tempos cheguei a estar inscrita num curso de marcenaria e restauro da Fundação mas ao fim de algumas aulas tive que desistir por causa dos horários e dos meus filhos.
    É um sítio que gosto muito e que vale bem a pena visitar.

    ResponderEliminar

Please tell me what you think! *(: