sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Começar com o simples / Starting with the simple things




Compreendo perfeitamente (até porque comigo foi o mesmo) que ao início a máquina de costura pode parecer uma coisa complexa e que não há nada melhor que começar com coisas simples. No meu caso, foi a fazer bolsas e sacos que ganhei a minha prática mas admito que há coisas mais simples como estas almofadas que fiz há uns tempos.

A verdade é que mudei de casa há pouco tempo e aos poucos vou modificando as coisas por aqui e foi numa noite praticamente em 15 minutos que fiz estas almofadas. Isto para perceberem o quão simples é – bainha em cada uma das pontas, dobrar do género envelope, coser os lados do avesso, virar do direito e colocar as almofadas-mais-feias lá dentro. E é só isto. Como as costuras não se vêm, nem me dei ao trabalho de preocupar com a cor da linha que usei.

Pode não parecer nada de especial, mas se calhar até foi mais rápido do que efectivamente ir comprar capas para as almofadas.

Isto para dizer que senão se entendem com aquilo que inicialmente queriam fazer comecem por fazer coisas simples até ganhar o jeito – tudo o resto torna-se mais fácil depois. Ah e experimentem. Muito.

Quanto à máquina de costura, sinceramente DETESTO coser sem pedal por isso acabo por colocar sempre o pedal e não utilizar a funcionalidade que me permite trabalhar sem ele. Fora isso, não é tão rápida e robusta como a que estava habituada mas, sendo o mais honesta possível, para o que preciso é mais do que suficiente.

O tecido é da Vidal.


I fully understand that in the beginning the sewing machine may look like a truly complex thing (this happened to me too) and there is nothing better than to start with simple things. In my case, I started making little bags and purses to gain some practice but I admit there are much simpler things just like doing these cover pillows.

The truth is I changed houses not so long ago and little by little I am modifying things around here and it was literally in 15 minutes that I made this pillows. I am telling you this so you understand how simple it is to make them – seam both the ends and then fold like an envelope. Seam the sides in the wrong side, turn them around and then just put the old pillows inside. And it is basically just this. Because you can’t see the seams I didn’t even bothered about the color of the thread.

They may not seem nothing special but maybe it was even faster than just buying pillows.

All of this this to say that if you’re not confortable with the sewing machine then start with easier things until you get the hang of it. Oh and experiment. A LOT.

Regarding my new sewing machine I’ve finally come to the realization that I HATE sewing without the pedal so I always but it one despite the fact this machine allows me to work without a pedal. Other than this and the fact that it is not as robust or as fast as the other sewing machine I was used to (and being totally honest) this one is more than enough for me and works well.


The fabric comes from Vidal.




2 comentários:

  1. Sara, eu comecei exactamente assim: a fazer uma almofada miniatura para espetar os alfinetes. Ainda hoje é a minha alfineteira.. A melhor forma que conheço de aprender algo é começar sempre pelo mais simples e ir evoluindo e arriscando. Ter medo de errar não pode existir para quem quiser aprender.
    As almofadas ficaram óptimas.

    ResponderEliminar

Please tell me what you think! *(: