quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Tecelagem de Almalaguês / Almalaguês weaving




“A tecelagem de Almalaguês caracteriza-se por uma grande variedade de possibilidades decorativas colhidas em fontes muito diversas. (…) Com efeito, na década de sessenta, do século passado, ainda houve lugar para esta inovação extraordinária que consistiu em fazer cópias, ou melhor, em fazer, ao tear, adaptações dos motivos característicos dos tapetes de Arraiolos (…) De facto, como o “bordado” que caracteriza uma componente importante da tecelagem de Almalaguês corresponde ao levantamento (borboto) do fio segundo uma quadrícula implícita à trama do tecido, em que os fios “verticais” da teia, se contrapõem os fios “horizontais” propiciados pela lançadeira torna-se fácil transpor para o trabalho do tear qualquer desenho assente numa quadrícula. (…) A liberdade com que as tecedeiras organizam a decoração dos seus trabalhos, a partir de um alargado conjunto de desenhos – sempre em expansão – formando associações variadas, cuja expressão nem sempre coincide, exactamente, com a dimensão disponível, leva à necessidade de “cortar”, “esticar” ou “fazer encontros” entre os diversos elementos originando situações sempre novas.


Pires, Ana; “Tecelagem de Almalaguês: a bela desconhecida”; in “Fios: formas e memórias dos bordados, rendas e tecidos”; IEFP; 2009; pág 68 – 79



Há imenso tempo que andava atrás de uma peça em tecelagem de Almalaguês e na última viagem a Coimbra achei uma loja que tinha exactamente o que pretendida. O pano em si não é muito grande e o ponto disseram-me que se chama ponto de arroz. Eu adoro-o.



I have been wanting to get my hands on a piece weaved using the Almalaguês technique for a while now and in my last trip to Coimbra I found a store that had exactly what I wanted. The fabric is not  a very big piece but it is exactly what I wanted and the lady whom sold it told me the stitches are called “rice stitches”. I adore it.







1 comentário:

Please tell me what you think! *(: