quinta-feira, 10 de março de 2016

Fazer sapatos






Se o sapateiro tem de ser um artista, fácil se torna deduzir que precisa de uma instrução adequada afim de poder aplicar a intelligencia na produção das suas obras. O sapateiro, ou fabricante de calçado, tem de habilitar-se com os conhecimentos technicos necessários para desenvolver a sua capacidade intelectual, e assim, saber executar o seu trabalho com mestria. Enfim hoje como nunca, e como em todas as artes, a instrucção profissional impõe-se como base de todo e qualquer progresso”

In “Manual do sapateiro”; Carneiro, Decio ; rev. Carvalhal, Alfredo ; Bibliotheca de Instrucção Profissional; Lisboa

Era uma coisa que queria aprender há muito, muito tempo. A Ana Rita foi especialmente paciente connosco e excelente durante todo o dia. Aprendi imenso num só dia, não só a fazer / remendar sapatos mas também a saber escolhê-los, a mantê-los, a compreender as peles, para que servem, como se usam, onde se compram, etc.



No final ainda houve tempo para fazer um sapato. Está perfeito? Não. Mas serviu para compreender que, como se diz acima, é necessário desenvolver a nossa capacidade se queremos executar o trabalho com mestria. O próprio modelo que escolhi não é algo que me via a usar, mas decidi fazer o mais simples possível para que consiga compreender a técnica e se necessário aplicá-la. E se tudo correr bem, mais virão.



2 comentários:

  1. Ora aqui está uma coisa que adorava experimentar!
    Adorei e já tomei nota. Obrigada pela partilha Sara! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula,
      Vai haver outro dia 19 de Abril (:
      Beijinho,
      Sara

      Eliminar

Please tell me what you think! *(: